Se você está DISPONÍVEL NO MERCADO atualmente, e em BUSCA de uma nova oportunidade de EMPREGO, sabe o quão lento o processo pode se tornar. O importante é NÃO DESISTIR e permanecer positivo no objetivo. “Nem sempre dar um passo para trás significa retroceder”, enfatiza Madalena Feliciano, coach de carreira da Outliers Careers. Mais do que DEFINIR O SEU ALVO, ter foco e uma rotina com horários estabelecidos, há outros PASSOS A SEREM SEGUIDOS, tão importantes quanto, que contribuirão para que essa tarefa seja mais breve e eficiente.

CURRÍCULO

“O currículo tem que estar PRONTO, SER SIMPLES, OBJETIVO E COMERCIAL!” Madalena reforça a necessidade de se manter o documento atualizado, com o intuito de tê-lo disponível e não perder tempo. Caso você precise de umas dicas sobre como formatá-lo e dar o devido destaque aos olhos dos selecionadores das vagas, basta clicar aqui.

MÍDIAS SOCIAIS

“O profissional tem que USAR OS RECURSOS DA TECNOLOGIA. Principalmente as MÍDIAS SÓCIAS COM FOCO NA CARREIRA”. A coach cita o exemplo do LinkedIn, cujo PERFIL deve, obrigatoriamente, estar muito bem ORGANIZADO e com RECOMENDAÇÕES, para chegar ao que ela chama de “campeão”. O que seria isso? “Uma pessoa muito bem relacionada, bastante visitada”.

Além disso, ela alerta para o CUIDADO extremo COM AS POSTAGENS feitas. “Nós, recrutadores, vamos olhar! Então, o que você está postando? Mesmo o Facebook, a gente acaba olhando também, INVESTIGANDO A VIDA desse profissional – de repente, você não posta uma foto que não gostaria que estivesse na mídia social; mas o seu colega posta”. É sempre bom CHECAR AS CONFIGURAÇÕES de segurança, limitar o que pode ser publicado, ou mesmo, aquilo que será de acesso pelos contatos das redes. MODERAÇÃO E COERÊNCIAsão primordiais, principalmente no mundo online.

As FOTOS DE PERFIL, principalmente nos meios digitais que são destinados para esse fim, precisam ser ADEQUADAS. “Não dá para você colocar uma foto sua na praia; ou num barzinho à noite ou com a sua família. Tem que ser PROFISSIONAL, ALINHADA, de preferência, DA CINTURA PARA CIMA, COM UM MEIO SORRISO. Esses são detalhes importantes e fazem a diferença para quem está sendo avaliado”, Madalena conclui.

MARKETING DE RELACIONAMENTO

“Quem não é VISTO, não é LEMBRADO”, a especialista afirma categoricamente. Nessas horas, vale sim procurar aqueles que fizeram a mesma faculdade, pós-graduação, MBA, ex-empregadores, colegas de empresas, entre outros. É REATIVAR A REDE DE CONTATOS, fazer o tão famoso NETWORKING e estendê-lo para a sua VIDA SOCIAl também. Por que não? Aproveitar aquele momento no clube, um almoço com amigos e conhecidos deles, viagens, coquetéis, passeios e as despretensiosas reuniões de condomínio – fica ao seu critério. “Frequente lugares interessantes”, aconselha Madalena, a fim de estabelecer relacionamentos que possam abrir tais novos caminhos. “Provavelmente você não vai fazer um networking muito positivo num barzinho de sexta-feira à noite”, ressalta.

Ter um CARTÃO DE VISITAS é outro ponto a se considerar: “coloca a URL do seu LinkedIn. Você não vai sair com 50 currículos debaixo do braço. Quando estiver em feiras, eventos e congressos, o objetivo é fazer relacionamento. Para isso, não adianta só se apresentar, é importante deixar um cartão”, ela conta.  Telefone, e-mail e, inclusive, a área de atuação, são dados bem-aceitos, que podem constar no modelo escolhido para isso.

CADASTRAMENTO EM SITES DE BUSCA E NO “TRABALHE CONOSCO” DAS EMPRESAS

“Faça um MAPEAMENTO: que empresas podem se interessar por você? Independente SE HÁ VAGA ABERTA OU NÃO”. Madalena esclarece que a iniciativa, de qualquer maneira, podeDESPERTAR A ATENÇÃO DO CONTRATANTE. É pertinente tentar, a fim de criar a própria oportunidade.

Além disso, segundo a profissional, existem instituições especializadas na parte humana e comportamental, capazes de ajudar quem, eventualmente, esteja desmotivado em função da perda do emprego ou com a autoestima um pouco mexida. TREINAMENTOS E PALESTRAS, tanto pagos quanto GRATUITOS, estão à disposição para trabalhar esses aspectos e não deixar a peteca cair. “Muitas vezes, você encontra isso nas próprias redes sociais: vamos ter uma palestra das 19h30 às 21h, por exemplo. É um HANG OUT, uma palestra online – e você consegue interagir, fazer perguntas”, explica a coach. “Se você tiver como investir numa empresa de gestão de carreira e recolocação, é um caminho alternativo. Elas vãoTRABALHAR não só o seu currículo, mas sua MOTIVAÇÃO; vão te negociar no mercado e, automaticamente, você também vai AMPLIAR A SUA REDE DE RELACIONAMENTOS”, ela coloca.

FIQUE LONGE DAS PESSOAS QUE POSSAM MINAR O SEU PROGRESSO

“A gente, muitas vezes, fica cercado, tanto de mídia escrita, televisiva e de amigos, que só mostram o pior cenário. Então, não dá para ficar pensando de forma negativa”. A especialista acredita que o melhor é SE APROXIMAR DAQUELES COM BOA ENERGIA, alto astral, para cima: “essas pessoas, certamente, PODEM TE ABRIR UMA NOVA PORTA”, complementa.

“Ser determinado, ter garra e ser resiliente, principalmente nesse momento”, a profissional incentiva. Afinal de contas, a flexibilidade é uma característica muito comum aos trabalhadores modernos, do mesmo modo que a capacidade de adaptação a novos cenários. “Por que não sentar para a empresa avaliar? Nunca feche uma porta – mesmo que não seja a sua vaga dos sonhos, vale conversar, bater um papo com o entrevistador. Negocie o seu salário, os benefícios, o modelo de contratação. Não diga não”, fala Madalena.