Mas cuidado com a dose: meia taça já basta para queimar as calorias extras

Se você pudesse escolher entre ir à academia na sexta-feira à noite ou encontrar os amigos em casa para apreciar um vinho, o que faria? Pois saiba que um estudo da Washington State University, nos Estados Unidos, veio para aliviar (em parte) sua consciência se você é do time que prefere acabar a semana com uma taça na mão. É que o vinho, assim como a academia, é capaz de ajudá-la a queimar gordura em algum nível.

Leia mais: Quer emagrecer? Inclua chocolate e vinho na dieta, diz a ciência

“Os pesquisadores americanos descobriram que o resveratrol, substância encontrada na casca e na semente de uvas pretas e vermelhas, é capaz de converter o excesso de gordura branca em gordura marrom, um tipo de gordura que é mais fácil de ser eliminada”, explica Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Se isso já não bastasse, uma pesquisa da Harvard Medical School, também nos Estados Unidos, depois acompanhar 20 mil mulheres por 13 anos, chegou à conclusão de que quem bebe 2 taças de vinho por dia tem uma chance 70% menor de estar acima do peso. Isso provavelmente acontece porque essa mesma substância conversora de gordura que citamos, o resveratrol, também controla o apetite, reduzindo os ataques à geladeira, em especial à noite.

Leia mais: 4 conselhos para mudar seu jantar e perder até 1 kg por semana

“Apesar disso, vale lembrar que o vinho é calórico”, diz Renato. “Um estudo publicado na revista científica British Medical Journal estimou que meia taça por dia é a quantidade ideal para proteger a saúde”, complementa o especialista. De qualquer forma, o vinho tem sinal verde: basta apreciá-lo com moderação. E se você quer aproveitar todos esses benefícios, mas não é muito fã da bebida, aposte em mirtilos, morangos e uvas, ricos em resveratrol.