Você se lembra que há um tempo atrás, há menos de um ano, a Ciência disse que as barbas iam sumir do mapa? Mas pelo jeito (e para alegria de muitos homens e mulheres) os ventos mudaram, e ELAS CONTINUAM MAIS FORTES DO QUE NUNCA.

O que confirma isso é um novo estudo da UNIVERSIDADE DE QUEENSLAND, na Austrália, publicado no JOURNAL OF EVOLUTIONARY BIOLOGY, que explorou os seguintes aspectos relacionados à barba: se despertavam atração sexual, o quanto imprimiam masculinidade e como eram vistas por mulheres que queriam relacionamentos a curto e longo prazo.

Foto: g-stockstudio/istockA PESQUISA FOI FEITA COM HOMENS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DA BARBA.

COMO FOI FEITO

A pesquisa contou com as respostas de 8.520 MULHERES, DIVIDIDAS EM TRÊS GRUPOS. Cada um recebeu imagens dos mesmos homens com a barba em diferentes estágios: rosto limpo, por fazer (cinco dias sem tirar), já crescida (10 dias) e uma barba já consolidada e (em torno de 1 mês sem mexer), e teve que responder SOBRE A ATRATIVIDADE SEXUAL DE CADA HOMEM.

O primeiro grupo classificou os homens levando em consideração uma atratividade geral, o segundo pensando em quais seriam os melhores para um casinho, uma noite só, algo rápido mesmo, e o terceiro já cogitando aqueles que seriam melhores pretendentes para casar, ter filhos, fazer uma vida.

Naturalmente, as respostas variaram de acordo o interesse de cada mulher, mas de modo geral, o resumo é: OS HOMENS COM BARBAS GRANDES ERAM OS MAIS ATRAENTES, E LOGO ATRÁS OS DE BARBA CURTA. Os extremos não foram muito curtidos, pois OS SUPER BARBADOS E OS SEM BARBA FORAM CONSIDERADOS OS MENOS SEXY. Para aquelas que querem um relacionamento a longo prazo, os eleitos foram os de barba grande e os de barba cheia. Para aquela noite animada ou um casinho rápido, os escolhidos são o de barba por fazer e também os de barba longa. Os barbudos não são sucesso à toa. Segundo autores da pesquisa, isso se dá porque “indica a capacidade de um macho de competir por recursos”.

Foto: Deagreez/istock

OS BARBUDOS PASSAM MAIS MASCULINIDADE, MAS TAMBÉM MAIS DOMINÂNCIA SOCIAL TAMBÉM.

CONTRAPONTOS

O co-autor do estudo, Barnaby Dixon, que usa um barba espessa, esclareceu que os barbados são interpretados como MAIS VELHOS E COM MAIS MASCULINIDADE E PASSAM A IMPRESSÃO DE SEREM MAIS TRABALHADORES, AUTOCONFIANTES, SINCEROS E GENEROSOS. Ainda assim, outra conclusão do estudo é que a barba também pode causar a sensação de AGRESSIVIDADE E DOMINÂNCIA SOCIAL. Tudo tem dois lados, né?