Carolina Ambrogini, ginecologista e sexóloga da Universidade Federal de São Paulo, responde às dúvidas mais frequentes sobre saúde e sexo.

O sexo oral é porta de entrada para diversas doenças sexualmente transmissíveis. Existem doenças como o HPV que o simples contato da boca com a pele é o suficiente para a transmissão, podendo gerar o HPV nos genitais ou na garganta.

No caso do Herpes, a pessoa pode ser contaminada pelo herpes labial nos genitais, mesmo que o parceiro não tenha a lesão nos lábios, já que uns dias antes desta aparecer, a pessoa já pode transmitir a doença. No caso contrário, do herpes genital causar o labial, não ocorre pois o herpes genital é exclusivo deste local.

Outras doenças como o HIV, a Sífilis, as hepatites B e C, é necessário o contato com o sangue ou secreções da pessoa contaminada. Na saliva há baixas concentrações destes micro organismos, porém não vale a pena arriscar pois o parceiro pode ter micro lesões na na boca e transmitir doenças. O ideal é sempre usar o preservativo tanto para homens, como para mulheres.