Existem alguns pontos de “recomeço” durante o ano, e o segundo semestre, definitivamente, é um deles. Sendo assim, se você está pensando em abrir seu próprio negócio,  é importante ter uma noção do que esperar de agosto em diante. Para isso, o DaquiDali conversou com o consultor organizacional e professor da Fundação Getúlio Vargas – FGV Marcelo Rivani, que traçou esse panorama.

 

“Estamos retomando vagarosamente a uma estabilidade financeira, porém, de forma comedida, com cautela e certa desconfiança. É verdade que, em relação ao primeiro semestre de 2017, percebe-se um aquecimento de mercado, então, nesse momento, empreender é algo que requer muito estudo, análise e reflexão em três pontos fundamentais:

– Que tipo de empreendimento deseja abrir? Pesquise se o mercado está carente de seu produto ou serviço.
– Qual e rentabilidade prevista? Em seu estudo para abertura do empreendimento, qual será a perspectiva de rentabilidade, frente ao investimento efetuado?
– Você quer colocar a mão na massa ou ser apenas um empreendedor investidor?”, diz o profissional.

Com a queda da inflação, ainda que lentamente, o mercado mostra melhores sinais vitais para o segundo semestre. 

Bons ventos

De acordo com o especialista, a recuperação da estabilidade econômica deve ocorrer de forma mais acentuada a partir do segundo semestre de 2017, “impulsionada pela queda da inflação. É prudente pensar que qualquer negócio aberto não poderá lhe render necessariamente o que deseja, pois ainda há pouco dinheiro circulando, entretanto, se perseverar, esse aquecimento poderá te estimular a se sentir melhor preparada para o impulso natural no crescimento do empreendimento. Será preciso paciência aliada a persistência”.

Terreno promissor

Na área de serviços, que é uma das mais promissoras, fique atenta se pensou em investir nela: “o sucesso dependerá muito desse reaquecimento, ou seja, o dinheiro precisa circular mais. Já a indústria, com seus produtos, mostra, timidamente, melhores resultados de investimentos“, afirma o consultor.

Fechar negócio com marcas que já estão consolidadas no mercado, no modelo de franquias, pode ser uma boa aposta. 

De olho nas franquias

Segundo Rivani, “um projeto mais seguro para empreender nesse segundo semestre está relacionado a franquias, afinal se respaldar em uma marca já conhecida e renomada, com certeza, lhe otimizará tempo”. O DaquiDali já te mostrou que cuidados você deve tomar ao investir nesse modelo de negócio.

Dicas extras

– Avalie o nível de estabilidade do mercado em que pretende atuar, considerando incertezas políticas e econômicas. “Sugiro que estude mais seu projeto. Dê-lhe mais oxigênio, explore todos os pormenores existentes, refaça as contas, compartilhe com profissionais que poderão lhe auxiliar em um melhor entendimento dele“, destaca o professor.

– Se empreender em momento de instabilidade é seu objetivo, “qualifique a mão de obra, descubra as carências dos clientes, invista em tecnologia e vise sempre segurar custos. Parece óbvio e difícil ao mesmo tempo? Esqueça esse pensamento. O planejamento de ações e investimento lhe dará a luz necessária para chegar ao meio-termo e investir com prudência”, orienta o expert.