Amor e Sexo

13 mentiras sobre sexo que a gente precisa parar de repetir por aí

Um compilado de mentiras que, infelizmente, não são pegadinhas de 1º de abril.

Sexo ainda é um assunto que rende MUITAS mentiras – e não só no dia 1º de abril. Mesmo nos dias de hoje, há muitas crendices e falta de informação, aliadas a um bocado de  regras esdrúxulas.

Algumas mentiras sobre sexo soam arcaicas, mas pode ter certeza de que elas continuam sendo propagadas por aí, para a nossa infelicidade. Por isso, com a ajuda da sexcoach Vanessa Inhesta, da INTT Cosméticos, bolamos uma lista de 13 bobagens sobre sexo que deveriam ser abolidas.

Mulher não tem ejaculação

Ejaculação feminina existe e é chamada de squirting, mas nem todas as mulheres conseguem ejacular. Só que, diferente da ejaculação masculina, que tem um propósito (a liberação de sêmen) e é ligada ao orgasmo, a ejaculação feminina não determina o orgasmo.

Sexo oral é preliminar

Sexo oral é sexo. E claro, também pode anteceder a penetração, mas as preliminares são realmente o que vem antes do ato sexual. É possível começar até com o estímulo do olfato, com um conversa picante, chegando a estímulos com mãos e boca em pontos erógenos. São diversos pontos pelo corpo e cada pessoa tem um estímulo maior em determinada região. Invista no poder da descoberta! Ai sim, depois, parta para um oral e/ou penetração. As mulheres, principalmente, precisam das preliminares para impulsionar a lubrificação e atingir o orgasmo mais facilmente.

Comidas chamadas “afrodisíacas” aumentam a libido

Essa é uma mentira que vem sendo contada há um tempo e muitos acreditam, mas a comida não tem influência na libido. Pensamentos e desejos influenciam a libido e só isso fará com que a pessoa tenha mais vontade de transar. As comidas não são comprovadamente capazes de aumentar a libido. Elas podem estimular o desejo, apenas.

Tamanho e circunferência do pênis importam

De uma vez por todas: não importa. Especialistas já cansaram de tentar quebrar esse tabu, mas ainda há quem duvide que tamanho e circunferência sejam importantes para o ato sexual. Principalmente os homens! Sempre bom lembrá-los que ambos são irrelevantes para um bom sexo. Inclusive, a dica para os apegados a números é que, muitas mulheres preferem e atingem o orgasmo mais facilmente com o sexo oral, inclusive. E ninguém se preocupa com o tamanho da língua, não é mesmo?

(Reprodução/Giphy)

Sexo anal deixa o ânus frouxo

O ânus é um músculo, e como qualquer outro do corpo, tem o poder de contrair e relaxar.  Assim como ocorre quando vamos expelir as fezes, o músculo contrai para a passagem e retorna ao estado normal, depois. A mesma atividade é feita com a penetração.

Se um homem sente prazer pelo ânus ele é gay ou bissexual

A estimulação da próstata é algo que pode dar prazer a qualquer homem, seja qual for a orientação sexual dele. Isso não significa que todos os caras são fãs de penetração anal, mas é preciso ter em mente que mesmo homens que não tem atração por outros homens podem sentir prazer através do ânus.

Engolir esperma faz mal

O esperma não tem nenhum malefício para o corpo, a não ser que o parceiro tenha alguma infecção. Exames e cuidados higiênicos em dia facilitam a prática sem riscos. Vale sempre lembrar que o sexo oral também é recomendado com camisinha, pois pode transmitir Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Não pode fazer sexo menstruada

As mulheres, inclusive, sentem muito prazer durante a menstruação, já que a libido está em alta nessa fase do ciclo. Mas em questão de saúde, não há nenhuma contraindicação, a não ser para casos de portadores de HIV.

Se você transar durante a gravidez isso pode machucar o bebê

Isso é mentira, pois há várias camadas de músculos envolvendo o bebê, além do líquido amniótico, que também o protege. Também existe uma membrana chamada de tampão mucoso, que protege o bebê de contaminação.

Assistir pornô é bom para “aprender” a transar

Esse é um mito muito disseminado, especialmente entre garotos que estão iniciando a vida sexual. E trata-se de uma mentira extremamente nociva às mulheres, pois a grande maioria dos filmes pornô reafirmam a ideia de que “meter até o talo” vai fazer com toda mulher sinta prazer.

(Reprodução/Giphy)

Infecção de urina não pode ser contraída por meio do sexo

A infecção de urina não é uma IST, porque não é transmitido de uma pessoa para a outra. Mas no caso das mulheres, a penetração costuma carregar bactérias para o canal da uretra. Por isso, a bactéria pode se deslocar mais facilmente até a bexiga. O ideal é que a mulher urine após o ato sexual, para que as bactérias tenham menos chance de subir ao canal.

A mulher precisa estar com a “depilação em dia” para transar

Definitivamente não. A depilação deve ser uma escolha pessoal e não uma imposição. Pelos são algo natural do corpo adulto e deixa-los crescer não tem nada a ver com falta de higiene. Se você se sente bem com seus pelos, mas seu parceiro demonstra que sente nojo deles, então o ideal é procurar alguém que respeite você de fato.

O ideal é que a mulher não transe no primeiro encontro

Parece coisa do século passado, né? Mas essa bobagem ainda é bastante repetida por aí. Em pleno 2019 muita gente segue acreditando que existe mulher para curtir e mulher para casar. E todas nós deveríamos trabalhar para que esse pensamento arcaico seja abolido. Toda e qualquer mulher merece respeito, independentemente do decote, do tamanho da saia ou da decisão de transar no primeiro encontro.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar