Conversa de Mãe

6 erros de criação que os pais de hoje cometem e os de antigamente não faziam

Crianças mais espertas, menos obedientes, pais permissivos e mundo do avesso. São várias as “teorias” que tentam explicar um comportamento supostamente pior dos filhos na atualidade. Independentemente da sua posição, é fato que alguns erros de criação que os pais de hoje não eram cometidos pelos de antigamente. Confira alguns exemplos:

Criação dos filhos: erros que pais modernos cometem

1. Transformar a criança no centro das atenções é algo bastante comum e impensável há alguns anos, quando os pequenos não tinham suas opiniões e vontades ouvidas. Conhecer o que os filhos têm a dizer e respeitar vontades é importante, mas o exagero pode fazer com que eles não consigam a entender limites e se tornem adultos irresponsáveis.

2. Excesso de elogios em relação a uma suposta inteligência “única” ou ainda uma valorização exagerada da beleza é outro erro que muitos pais cometem atualmente, sem mesmo perceber os prejuízos para a educação.

 

3. Culpados por trabalhar demais e passarem pouco tempo com os filhos, muitos pais hoje têm dificuldade de estabelecer limites, dar broncas e dizer alguns “nãos” que toda criança precisa para lidar com sentimentos de frustração e aprender que nem sempre é capaz de ter tudo o que deseja, na hora que quer.

4. Pressão excessiva para que os filhos sejam os melhores da sala, tirem notas boas e sempre ressaltarem a importância do sucesso e do dinheiro pode fazer com que eles fiquem frustrados, sofram demais com as cobranças e, mesmo bem-sucedidos no futuro, sejam infelizes.

5. Tentar ser os melhores amigos dos filhos, compartilhando todas as intimidades, pode parecer interessante a princípio. Mas se “esquecer” do papel de pai e mãe, mais autoritário e que normalmente estabelece limites, pode deixar a criança confusa, sem entender noções de respeito e responsabilidade.

6. Atos valem muito mais do que palavras. Portanto, em vez de gastar muito tempo dando sermões e lições, simplesmente atue em casa como você pretende que seus filhos se comportem fora do lar.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar