Amor e Sexo

Amor à… Quarta vista! Segundo estudo, quanto mais se vê o outro, mais atraente ele se torna

A repetição, de fato, é capaz de mudar gradualmente o interesse

O AMOR NÃO ACONTECE À PRIMEIRA VISTA… Mas na segunda, terceira e até na quarta tentativas! Segundo a Ciência, O ENCANTAMENTO SE DÁ COM O TEMPO E A FREQUÊNCIA(ou insistência): quanto mais vezes você vir a outra pessoa, mais atrativa ela se torna aos seus olhos.

Pesquisadores do Hamilton College, in Nova York (EUA) reuniram uma série de fotografias de rostos e pediram a um grupo de 22 participantes (homens e mulheres jovens) que avaliasse o nível de atração por elas, dentro de escala de nove pontos. Dentre o total de imagens (112), metade já tinha sido previamente classificada como superbonitas. Enquanto as opiniões eram dadas, o cérebro de cada um era monitorado também.

Vale insistir e repetir os encontros. Uma hora o amor desabrocha FOTO: thinkstock

VALE INSISTIR E REPETIR OS ENCONTROS. UMA HORA O AMOR DESABROCHA FOTO: THINKSTOCK

Após o primeiro teste, a coleção foi mostrada novamente, só que em uma ordem diferente. Durante a segunda visualização, aquelas fotos que já tinham sido consideradas cativantes, se tornaram ainda mais envolventes. Na duas rodadas seguintes, para completar quatro delas, o pessoal já estava amando as figuras.

Os monitores, inclusive, reportaram ATIVAÇÕES DAS ONDAS CEREBRAIS QUE SÃO GERADAS SOMENTE QUANDO SE ESTÁ EXCITADO. Segundo o condutor do estudo, o psicólogo Dr. Ravi Thiruchselvam, os indivíduos são normalmente levados a achar sinais mais chamativos nos outros à medida que os encontros acontecem – e mesmo que não tenha havido nadinha de sedutor para eles no início! A REPETIÇÃO, DE FATO, É UM FENÔMENO QUE PROVOCA UMA MUDANÇA GRADUAL NO INTERESSE. Sendo assim, O CUPIDO pode ter MUITAS CHANCES DE ACERTAR AS SUAS FLECHAS, não é?

 

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar