Arte & Cultura

Artista norueguês coloca um pouco de caos e vibração em imagens em preto e branco

 

Depois de um post tão difícil quanto o de ontem, quis trazer um pouco de alegria para o blog e, para isso, contei com a ajuda do trabalho do norueguês Martin Whatson: em suas obras, a seriedade quase nostálgica do preto e branco se funde com uma explosão de cores.

 

 

O artista, que usa o stencil como base, tem como assinatura colocar um pouco de caos em imagens que pareceriam certinhas demais à primeira vista. Sob sua ótica, bailarinas, oficiais montados em cavalos e até anjos se veem em meio a jatos vibrantes de spray. “A imperfeição é algo que fisga a atenção e faz as coisas mais interessantes. Sempre que pinto, deixo ou coloco intencionalmente essas imperfeições para que as pessoas encontrem”, fala.

Whatson é conhecido por procurar a beleza naquilo que é visto como feio, sem estilo ou simplesmente deixado para trás. É como se ele convidasse os espectadores a encontrar uma vida nova e completamente diferente em cada imagem ou paisagem trivial.

Um trabalho vibrante, alegre e que tem tudo a ver com a proximidade do fim de semana! Adorei, e você?

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar