Amor e Sexo

Casais estão fazendo menos sexo do que nas últimas duas décadas, aponta estudo

De acordo com comparativo, britânicos estão indo menos para a cama; “problema” é mais frequente entre casados e aqueles com mais de 25 anos

Outro fenômeno além do Brexit pode estar tirando o sono dos britânicos, segundo um estudo. Estamos falando do “Sexit”, uma brincadeira com a junção das palavras “sex” e “exit”. A London School of Hygiene and Tropical Medicine comparou os resultados de pesquisas realizadas com mais de 45 mil pessoas com idades entre 16 e 74 anos em 1991, 2001 e 2012 e concluiu que as pessoas estão fazendo menos sexo do que nos últimos 20 anos.

De acordo com os dados levantados anteriormente pela National Survey of Sexual Attitudes, entre 2001 e 2012, o percentual de mulheres que afirmaram não terem feito sexo no último mês subiu de 23% para 29,3%; com os homens, o índice também cresceu, indo de 26% para 29,2%.

Outra dado que indica uma menor atividade sexual dos casais britânicos, sejam eles do mesmo gênero ou não, é a queda no número de pessoas que afirmaram que transaram dez vezes ou mais no último mês.

Em 2001, cerca de 20% de homens e mulheres relataram que haviam feito sexo dez vezes ou mais nos últimos 30 dias; já em 2012, este percentual caiu para 13,2% entre elas e 14,4% entre eles.

A pesquisa concluiu também que a menor frequência de sexo se mostrou mais presente nos britânicos acima de 25 anos, nos casados e nos que não estão casados, mas moram juntos. Não há informações se os resultados deste comparativo devem preocupar o Reino Unido no que diz respeito às taxas de natalidade da região.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar