Carreira & Finanças

Cinco habilidades que todo recrutador busca em um profissional

Ter resiliência e saber negociar são diferenciais que contam muito

O mercado de trabalho está super competitivo, e nele tem mais chances quem marca mais pontos na lista do recrutador. Um currículo cheio de qualificações é super bem-vindo, mas hoje, as empresas buscam mais que isso. Conheça cinco habilidades que, se você tiver ou desenvolver, vão te colocar na frente de muitos concorrentes.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Essa é uma habilidade indispensável. Quem possui controle e inteligência emocional age e pensa de modo mais racional, ou seja, não deixa que suas emoções venham a interferir nos processos de tomada de decisão. “Ela contribui para que o profissional CONSIGA TRABALHAR EM SITUAÇÕES ADVERSAS, COMO CRISE, PRESSÃO, MUDANÇAS REPENTINAS, ENTRE OUTROS. O caminho mais indicado para desenvolver o controle e inteligência emocional é através do autoconhecimento. Quando conseguimos identificar nossos pontos fortes e aqueles que devemos melhorar, acabamos encontrando equilíbrio em nossos pensamentos, atitudes e comportamentos”, diz o MASTER COACH SÊNIOR JOSÉ ROBERTO MARQUES, presidente do IBC – Instituto Brasileiro de Coaching.

Foto: g-stockstudio/istock

SE RELACIONAR BEM COM O OUTRO E COM A TECNOLOGIA SÓ ABRE PORTAS. FOTO: G-STOCKSTUDIO/ISTOCK

COMUNICAÇÃO

Além de ser a base das relações humanas, a cada dia surgem novas formas de comunicação, e com a velocidade que ela caminha é preciso se adaptar, bem como inserir essas novas modalidades em seu dia a dia. Segundo José Roberto, “para manter-se atualizada, É PRECISO SE ADEQUAR A ESSAS NOVAS MODALIDADES, QUE TRANSITAM DO REAL PELO VIRTUAL. Estar atento e conectado as novas tendências, bem como entender como elas funcionam é de suma importância, lembrando que a relação humana deve ser o principal foco da comunicação”.

COMPROMETIMENTO

Essa habilidade é tendência desde sempre! Um profissional comprometido apresenta resultados mais assertivos, bem como utiliza melhores estratégias para com suas funções. De acordo com Marques, “ele entrega o esperado, dedica-se às suas atividades e busca seu desenvolvimento constantemente. Além de gostar do que faz, é importante que o profissional esteja focado e dedique suas energias e todas as suas tarefas para alcançar o objetivo. PRÓ-ATIVIDADE TAMBÉM CONTRIBUI PARA O SENSO DE COMPROMETIMENTO. Nesse sentido, contribuir com atividades de outros colegas, dar sugestões, oferecer ajuda, auxilia quanto ao senso de comprometimento”.

Foto: monkeybusinessimages/istock

TER O PODER DE NEGOCIAR, EXPONDO SUAS IDEIAS E OUVINDO O OUTRO É UMA QUALIDADE MUITO BUSCADA. FOTO: MONKEYBUSINESSIMAGES/ISTOCK

NEGOCIAÇÃO

Saber negociar é uma qualidade super bem vista pelas empresas. Para felicidade de muitos, é uma “arte” que pode ser aprendida por qualquer um. “Mesmo para aqueles profissionais que não lidam com vendas, nem fornecedores é importante saber negociar, pois está além de relações comerciais, já que também está ligado a um processo de troca de informações e de ideais para se chegar a um acordo, a uma solução e a uma estratégia. Quer desenvolver o poder de negociação? UMA DICA É DEFENDER SEUS ARGUMENTOS, EXPOR IDEIAS E, É CLARO, OUVIR O OUTRO, PARA QUE CONSIGAM CHEGAR A UM ACORDO QUE FIQUE BOM PARA TODOS OS ENVOLVIDOS”, esclarece o coach.

RESILIÊNCIA

Pouca gente conhece o significado dessa palavra, mas ela é fundamental não só para sua rotina profissional como para vida! É uma habilidade indispensável, caracterizada “pelo poder em lidar com adversidades, com situações pouco favoráveis, bem como mudanças. É também manter-se firme nos projetos e planejamento, por isso é uma capacidade cada vez mais admirada nos profissionais. Uma dica bacana para desenvolver a resiliência É MANTER O CONTROLE, PRINCIPALMENTE QUANDO ALGO NÃO SAI COMO ESPERADO. Pode ser que no momento você fique um pouco chateada, nervosa ou mesmo triste, mas o importante é ‘recalcular a rota’ e focar no resultado. Lembre-se de que sempre existe uma maneira de contornar a situação, mas primeiro você deve manter-se no controle dela”, explica o profissional.

 

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar