Arte & Cultura

Confira o roteiro fotográfico das viagens Cervantes

José Manuel Navia apresenta, com fotografias, itinerário feito pelo autor de Dom Quixote.É quase impossível traçar uma linha cronológica completa e certeira quando se trata da biografia de Miguel de Cervantes. Mal se sabe a data exata de nascimento do escritor. Suas idas e vindas pelo sul da Europa e norte da África são incertas. Ele teria fugido para a Itália em meados do século 16 por conta de um duelo, mas isso também não é muito certo. Até sua morte é um pouco confusa, mas não há dúvida quanto à genialidade do autor de Dom Quixote, cuja primeira parte foi publicada em 1605 e a segunda, uma década depois. Essas incertezas impossibilitam um roteiro biográfico preciso da trajetória de Cervantes, mas isso não desanimou o fotógrafo José Manuel Navia. Ele percorreu os recantos reais e imaginários frequentados pelo escritor. Miguel de Cervantes ou o desejo de viver, em cartaz no Instituto Cervantes, funciona como um percurso afetivo do fotógrafo pela obra e vida do escritor.
A exposição reúne 45 fotografias que percorrem os lugares pelos quais passaram tanto o escritor quanto seus personagens. “É, por assim dizer, uma mescla de literatura e vida, literatura e fotografia, que queria que fosse o germe de minhas imagens. Não me senti obrigado à precisão geográfica porque, além do mais, eu não queria fotografar monumentos nem evocar o mundo dos séculos 16 e 17, e sim fotografar e mostrar ao mundo de hoje o que poderia ver um viajante como Cervantes”, explica Navia. “O jogo era olhar para o mundo através de meu próprio olhar, contaminado pelas obras de Cervantes e seus biógrafos.”
Miguel de Cervantes ou o desejo de viver

Exposição de fotografias de José Manuel Navia. Visitação até 16 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h. Sábados, das 9h às 15, no Instituto Cervantes Brasília (SEPS 707/907 Lote D Asa Sul)

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar