Carreira & Finanças

Decidiu empreender na crise? Saiba como ter sucesso na área

Ter o PRÓPRIO NEGÓCIO, muitas vezes, significa a realização de um sonho e a conquista de mais liberdade. Em época de crise, empreender é ainda UMA ALTERNATIVA PARA QUEM ESTÁ FUGINDO DO DESEMPREGO ou busca por uma oportunidade de ganhar mais do que como funcionário. Em um cenário de incertezas, contudo, como saber se o negócio realmente tem chances de vingar e se você tem as competências necessárias para dar este passo?

Segundo RUBENS PIMENTEL, PROFESSOR DE ESTRATÉGIA EMPRESARIAL da Inova Business School, na crise o dinheiro não desaparece, apenas muda de mãos, portanto o que não pode é ficar parado. “Para empreender, ALGUMAS COMPETÊNCIAS DEVEM SER OBSERVADAS ou mesmo desenvolvidas. As principais são: RESILIÊNCIA ÀS ADVERSIDADES, EQUILÍBRIO EMOCIONAL, CRIATIVIDADE, EXCELÊNCIA EM GESTÃO E VISÃO ESTRATÉGICA. Sobretudo, o essencial é gostar do que faz e de prosperar”, analisa.

Segundo o especialista o empreendedor deve DESCOBRIR SEUS PONTOS FORTES e focar neles. “Com o tempo os pontos fracos também aparecem. Mas atenção porque são os fortes que te levarão ao sucesso. O segredo é aprender a usá-los em conjunto de forma a tirar vantagem durante a crise”, recomenda.

A melhor situação é atuar em um mercado onde se domina as variáveis. Sendo assim,EMPREENDER COM ALGO QUE JÁ TRABALHOU OU TEM INTIMIDADE AJUDA MUITO. Alguns riscos devem ser analisados. O primeiro deles é o financeiro. Tenha em mente: caso o projeto não dê certo, quais são as consequências e as alternativas para se recuperar? Defina um limite de perda e as alternativas em caso de fracasso.

Além disso, existem os riscos intangíveis, como dedicação ao negócio, estresse e resistência a frustração. Responda a si mesmo a seguinte pergunta: “Quando escolho empreender este projeto, escolho dizer não a quais coisas na minha vida?”. Afinal É NECESSÁRIO ARREGAÇAR AS MANGAS e colocar a mão na massa.

COMO COMEÇAR? VEJA ALGUNS PASSOS QUE PODEM TE AJUDAR:

– DEFINA A ÁREA DE ATUAÇÃO e de sua experiência. É sempre mais fácil começar por onde se conhece – para quem não conhece o mercado as franquias são uma boa opção;

– ESTUDE OS CLIENTES e defina como entregar valor a eles;

– ANALISE O QUE OS CONCORRENTES estão fazendo e onde estão os fornecedores;

– DESENHE O PRODUTO/SERVIÇO e como comunicar ao mercado;

– PENSE NA DISTRIBUIÇÃO;

– LEVANTE DADOS: custos, gastos, impostos, capital de giro e defina o investimento inicial e retorno.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar