Conversa de Mãe

Dermatite atópica: pijama especial alivia sintomas nos bebês

O macacão concentra ativos naturais que são liberados aos poucos, reduzindo a coceira na pele e melhorando o sono dos pequenos

Estima-se que uma a cada cinco crianças brasileiras conviva com a dermatite atópica, um defeito na barreira da pele que causa ressecamento, coceira e lesões. Para dar uma força ao tratamento, cujo principal pilar é a hidratação, a marca Mustela acaba de lançar um pijama inovador (clique aqui para comprar)*. Ele reúne ingredientes naturais que migram para o corpo do pequeno, facilitando a restauração da pele

Há dois modelos: de 6 a 12 e de 12 a 24 meses. Eles são ajustáveis para acompanhar o crescimento nessas fases.

Segundo a dermatologista Ana Mósca, do Rio de Janeiro, é justamente até os 2 anos que a forma mais grave da doença se manifesta — o desconforto é tanto que o sono sai prejudicado. Com o uso do macacão, estudos provam que a pele melhora e o bebê dorme mais.

Os ingredientes que compõem o pijama

Ceramidas: assim como o óleo de abacate, favorece a recuperação cutânea.

Esqualano: essa substância de origem vegetal preserva a hidratação.

Vitamina E: o nutriente possui propriedades antioxidantes.

Óleo de girassol: tem poder calmante e auxilia na formação da barreira da pele.

Óleo de abacate: protege a pele e contribui para a sua restauração.

Orientações para tirar o melhor do macacão

Hora do banho: capriche mais na água — ou seja, não exagere no sabão e outros produtos. Depois, seque a criança muito bem.

Tem que hidratar: use um creme emoliente, indicado para peles secas. Certifique-se de que ele tenha sido testado em bebês.

Pijama em ação: espere a absorção do creme e vista o macacão — as costuras ficam para fora. No frio, pode colocar outra peça por cima.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar