Moda

É a vez dela! Descubra a peça ideal para combinar com cada tipo de bota

Quando as temperaturas começam a cair, as botas voltam com força total e viram queridinhas dos looks femininos. No entanto, com tantos modelos disponíveis, é comum ficar em dúvida na hora de combinar a sua favorita – especialmente com peça inferior do look, que precisa fazer o par perfeito com o calçado. Descubra como montar a produção e acerte em cheio.

ANKLE BOOT

Ankle boots são versáteis e vão com quase qualquer peça. Fotos: iancucristi/iStock; hrandza/iStock; Gromovataya/iStock

ANKLE BOOTS SÃO VERSÁTEIS E VÃO COM QUASE QUALQUER PEÇA. FOTOS: IANCUCRISTI/ISTOCK; HRANDZA/ISTOCK; GROMOVATAYA/ISTOCK

As curtinhas são as mais versáteis entre todas as botas, e o que vai ditar a escolha é mais o estilo pessoal e o que você pretende com a roupa. “Ela é bastante versátil e funciona com mais itens. SE VOCÊ QUER USAR ESCONDIDA PODE IR COM UMA FLARE, QUE COBRE BOA PARTE DO SALTO, BASTA TER O BICO MAIS FINO OU ALONGADO. Se for mais arredondada ou achatada é bacana pensar em calças com barra mais curta, como a skinny e outras que terminem no tornozelo, como a PANTACOURT. As saias seguem a mesma lógica: quanto mais longas, mais fino deve ser o bico”, explica a consultora de imagem e estilo ANA VAZ.

Um medo comum ao adquirir esse tipo de calçado é o achatamento da silhueta, principalmente se você não é alta. Mas fique tranquila, porque existem antídotos: “VOCÊ PODE PENSAR NAS CORES PARA NÃO CAUSAR NENHUMA DIVISÃO, como colocar uma meia na mesma tonalidade da bota com as saias médias e longas ou uma calça escura. Se peça de roupa inferior for curta e mostrar bastante perna, ou tiver a cintura bem colocada, no lugar, não existirá essa sensação de encurtamento”.

COTURNO

Os coturnos voltaram com tudo nesta temporada, e podem ser considerados modelos intermediários. “Ele é mais pesado e alto que a ankle boot, mas não chega a ser um cano longo, então as lógicas para alongar são as mesmas ditas antes. VAI FICAR MUITO INTERESSANTE COM ITENS MAIS PESADOS NA PARTE DE CIMA DO LOOK e outro mais delicado na de baixo, como uma calça skinny, um casaco bem forte e pesado, vira um jogo bem bacana de peso e é uma ótima pedida para mulheres com quadril largo e perna mais fina. O cuidado está em evitar bocas mais largas, por ser muito redondo”, aponta.

MONTARIA

Ingram Publishing

INGRAM PUBLISHING

Apesar de estar quase em todos os ambientes, a montaria tem uma linguagem mais casual, portanto, cuidado na hora de combinar em momentos formais. “Ela tem um perfil  muito funcional, então USAR DA FORMA TRADICIONAL, COM LEGGING OU SKINNY, SEMPRE DÁ CERTO. Também vale a pena a combinação com vestidos curtos com casaco e saia curta com meia calça, que dão uma sofisticada. Evite calças de bocas largas”, indica.

CANO LONGO

Esse tipo de bota tem a mesma altura que uma montaria, mas geralmente é mais presa na perna e pode ter o salto, que agrega um toque mais sensual. “Tem muita gente que gosta de usar com skinny, e é um recurso válido, embora não seja dos mais sofisticados. Para quem quer um visual mais adulto é muito legal VESTIR COM UMA SAIA QUE TENHA A BARRA PRÓXIMA AO FINAL DO CANO DA BOTA. SAIA MIDI, EM ‘A’ OU MESMO AS RODADAS ficam muito mais elegantes do que a mini, que pode compor um look jovem que nem sempre é o que a mulher quer”, revela.

OVER THE KNEE

Vestidos e skinny transformam a over the knee no destaque da produção. Fotos: Explora_2005/iStock; Sjale/iStock

VESTIDOS E SKINNY TRANSFORMAM A OVER THE KNEE NO DESTAQUE DA PRODUÇÃO. FOTOS: EXPLORA_2005/ISTOCK; SJALE/ISTOCK

As opções que vão até o meio da coxa foram hit no último inverno, e se você aderiu vai gostar de saber que elas continuam em alta: “Ela é bacana e funciona muito bem. PODE USAR APARECENDO INTEIRA OU DISFARÇANDO COM UMA PEÇA MAIS LONGA, como uma saia midi ou acima do joelho, que a transforma em uma bota comum. Para que vire o destaque do look pode apostar em calças skinny, leggings, saias curtas e vestidos”.

Quer um visual mais clássico e sóbrio? “Coordenar com uma modelagem mais solta e clássica na parte de cima te ajuda a dar um ar mais maduro.  PODERIA FACILMENTE UTILIZAR UMA SAIA JUSTINHA, UM BLAZER BACANA OU UM CASACO BEM TRADICIONAL, para unir as duas linguagens”, conta. Para não achatar, a lógica permanece em não criar tanto contraste entre bota e pernas.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar