Carreira & Finanças

Foi demitida? Como lidar da melhor forma com o dinheiro do FGTS

Especialista mostra o que priorizar e que decisões tomar para não apertar

Perder o emprego é uma situação delicada, que precisa de muito bom senso e equilíbrio para não se desesperar e ser contornada. Felizmente, uma boa parcela da população ainda pode contar com o DINHEIRO DA RESCISÃO, também conhecida como FGTS (fundo de garantia por tempo de serviço), mas é aí que entra o perigo! A falsa sensação de ter muito dinheiro para gastar pode ser um problema se você não tiver controle. Pensando nisso, algumas dicas podem te ajudar nesse período:

NÃO GASTE SEM UM PLANEJAMENTO PARA ISSO

Quando você recebe o dinheiro da rescisão, é comum sentir aquela sensação de que “está rica”, que agora vai dar para resolver tudo, pagar as contas e ainda realizar alguns desejos. “O problema e que geralmente ESSAS CONTAS SÃO FEITAS MENTALMENTE, NÃO VÃO PARA PONTA DO LÁPIS, especificando quanto realmente seria preciso para gastar em cada um desses itens. A dica é: deixe o cartão em casa e não saia gastando enquanto não tiver um planejamento exato de como vai gastar esse dinheiro”, explica CAROLINA RUHMAN SANDLER, consultora financeira do site Finanças Femininas.

Pagar as contas com juros mais altos é a primeira atitude que você deve tomar. Foto: Wavebreakmedia-Ltd/istock

PAGAR AS CONTAS COM JUROS MAIS ALTOS É A PRIMEIRA ATITUDE QUE VOCÊ DEVE TOMAR. FOTO: WAVEBREAKMEDIA-LTD/ISTOCK

AS DÍVIDAS SÃO PRIORIDADE TOTAL

Se já é difícil pagar as contas trabalhando, imagine quando a renda fixa foi interrompida. De acordo com Carolina, “nesse período de crise no Brasil, as pessoas têm demorado de seis a oito meses para se recolocar profissionalmente, sendo assim, é preciso olhar para quanto tempo esse dinheiro vai ter que durar. Dívidas com juros elevados, como cartão de crédito e cheque especial DEVEM SER QUITADAS O QUANTO ANTES PORQUE CRESCEM DE FORMA EXPONENCIAL (se puder pagar adiantado, pode ter um bom desconto). Entretanto, segure o pagamento até estipular quanto vai precisar para sobreviver nesse período, MAS CRIE ESPAÇO NO SEU ORÇAMENTO PARA ISSO”. Olhe sem desespero e faça as contas, ai você consegue ver o que é melhor fazer no seu caso.

TOME CUIDADO COM A IDEIA DE EMPREENDER

Muita gente quando recebe esse dinheiro, quer aproveitar e montar o negócio que sempre quis. Segundo a especialista, “mais uma vez é preciso tomar cuidado nesse momento em que o país está em crise, principalmente porque os dados de empregos autônomos começaram a cair. Estude seu negócio, faça um curso sobre isso no Sebrae e aí você vai ter uma visão melhor de quanto vai precisar de dinheiro e quanto tempo vai ser preciso esperar para ele virar. Lembre-se de que PARA EMPREENDER É PRECISO DINHEIRO GUARDADO PARA A EMPRESA E PARA OS GASTOS ENQUANTO PESSOA FÍSICA até o empreendimento dar retorno financeiro”.

É preciso fica atenta para não gastar a toa com o que você não precisa. Foto: javi_indy/istock

É PRECISO FICA ATENTA PARA NÃO GASTAR A TOA COM O QUE VOCÊ NÃO PRECISA. FOTO: JAVI_INDY/ISTOCK

CORTE OS GASTOS DESNECESSÁRIO DO SEU DIA A DIA

Esse é um período de vacas magras, logo, não é fase para fazer viagens, comprar roupas, trocar de celular, etc. SEGURE AS COMPRAS E CORTE O MAIOR NÚMERO DE GASTOS POSSÍVEIS, porque assim você vai ter mais paz de espírito para passar por esse período de forma estratégica. “É importante até pelo bem da sua carreira, já que assim você não se aperta e se vê OBRIGADA A ACEITAR QUALQUER TRABALHO POR DESESPERO, ganhando menos do que gostaria, se sentindo desmotivada, acabar perdendo o emprego novamente e voltar para mesma situação de antes”, diz a profissional.

MANTENHA-SE ATIVA E PROCURE EMPREGO COM UMA BOA CABEÇA

Faça um curso, atualize seu currículo, continue frequentando eventos da área, busque cursos online gratuitos, e faça tudo para atualizar seu currículo. “Ficar o dia inteiro trancada em casa mandando currículo pela internet, não resolve. Uma dica é fazer trabalho voluntário: VOCÊ MANTEM O SENTIDO DE VALOR PRÓPRIO, E CONTRIBUIR PARA ALGO QUE AJUDA NÃO SÓ OS OUTROS, MAS VOCÊ MESMA A SE MANTER DISPOSTA E COM A MENTE SÃ, sem deixar se envolver pela tristeza. Assim todo mundo ganha!”, lembra a consultora.

 

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar