Arte & Cultura

Pinturas desfocadas te convidam a enxergar além

 

Enquanto a tecnologia persegue cada vez mais a perfeição da definição das imagens, um artista pega a contramão e deixa o foco totalmente de lado em seu trabalho.

Pois é, um espectador distraído poderia achar que as obras de Philip Barlow são feitas a partir de fotos embaçadas, mas o sul-africano utiliza técnicas de pintura de paisagens para formar seu universo, que causa estranheza e fascinação em proporções iguais.

Jogando com luz e sombra e com momentos corriqueiros da vida urbana, é como se ele convidasse quem se depara com seu trabalho a usar a imaginação e ver além do que está realmente colocado lá.

“Apesar de eu trabalhar em uma longa tradição de pinturas de paisagens, minha descrição de paisagem é um veículo pelo qual eu navego em um território de outra natureza. Uma paisagem menos comum; onde a linha entre o físico e o espiritual foi aparentemente removida. Esses cenários, no entanto, não se destinam a ser de natureza surreal. Espero que eles pareçam curiosamente familiares e convincentemente reais”, fala em sua página pessoal. Eu adorei, e você?

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar