Conversa de Mãe

Professora neozeolandesa ensina criança a lidar com emoções em 16 passos

Professora explica de que maneira eles ajudam a lidar com inseguranças e desafios

Solucionar problemas, formular estratégias, superar obstáculos. Elencados desta forma, estes desafios parecem compor algum tipo de maratona, mas eles tratam mais do que isso: são situações rotineiras da vida adulta.

Como forma de auxílio para tais momentos, foram então desenvolvidos os chamados Hábitos da Mente, que nada mais são que uma lista de 16 “comportamentos inteligentes que pessoas de sucesso usam para resolver problemas”, como explica a neozelandesa Karen Boyes, palestrante e diretora-afiliada do Institute for the Habits of Mind.

Com o propósito de capacitar os indivíduos para lidar melhor com suas emoções e inseguranças, esses hábitos auxiliam também na preparação para o que há por vir no futuro. Isso faz com que sejam aplicáveis não apenas para adultos, mas também crianças.

 (Karen Boyes/Divulgação)

“Esses hábitos podem ser usados na escola para ensinar e ajudar no aprendizado das crianças. Para ajudá-las a progredir quando estão ‘travadas’, quando não sabem o que fazer, quando estão resolvendo problemas que a resposta não é imediatamente clara”, conta Boyes. Em visita ao Brasil, ela conversou sobre o tema com a comunidade da Escola Concept, que aplica tais métodos no aprendizado de seus alunos.

Como exemplo, ela aponta o hábito de persistir, que consiste em não abandonar uma tarefa, independente de sua dificuldade. “Nós queremos que as crianças persistam, tentem e tentem de novo. Que tenham várias estratégias para solucionar problemas. Assim, se a estratégia A não funcionar, elas podem tentar a estratégia B. E depois C, D e E”, diz a professora, ressaltando a importância de se pensar em diversas soluções de problemas.

Os hábitos da mente também podem auxiliar a criança a lidar com a impulsividade e a se planejar melhor antes de tentar alcançar seus objetivos. Aliado à busca pela precisão, que instiga a criança a sempre dar seu melhor, esses hábitos podem ser fundamentais no caminho para as vitórias.

E não existe idade mínima exigida para começar a praticá-los. “Os hábitos da mente são úteis desde o nascimento até o resto da vida. Nós sempre teremos problemas para resolver em nossa vida, trabalho, relacionamentos. Então as habilidades dos hábitos da mente nos ajudam a continuar melhorando”.

 (Karen Boyes/Arquivo pessoal)

Trabalho em equipe

Karen explica que professores naturalmente auxiliam as crianças no processo de assimilação dessas noções. “Professores ensinam os hábitos da mente constantemente. Eles ensinam estratégias sobre como proceder, como manejar a impulsividade. Então eles constroem esse lugar na sala de aula para ajudar as crianças a saberem o que é importante”.

Os pais também têm um papel a desempenhar e de uma maneira capaz de fortalecer vínculos. “Eles podem reforçar os hábitos em casa. Nós queremos que os pais ajudem as crianças a questionar e apontar problemas. Queremos que eles trabalhem com a criança para desenvolver a linguagem, ler histórias, ter experiências, cozinhar juntos, aprender juntos.

Karen acredita que, eventualmente, certos hábitos, como o de escutar com compreensão e empatia, por exemplo, transformarão a sociedade. “Esse é um hábito extremamente importante para a vida. Ser capaz de colocar seus modo de pensar de lado e ouvir o que o outro está falando, de entender através do ponto de vista do outro. Isso não quer dizer que você tem que concordar com ele, isso é ser um bom ouvinte. Imagine se todos pudessem ouvir com compreensão e empatia? O mundo seria um lugar bem diferente”, finaliza.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar