Amor e Sexo

Quatro sinais de que você está se contentando com pouco em suas relações

Especialista revela as atitudes básicas que não deveriam ser encaradas como diferencial

O excesso de expectativa pode atrapalhar muito um relacionamento, no entanto, entender como diferencial o que deveria ser básico – como o respeito e o carinho –  também pode ter consequências para lá de negativas (e perigosas). O DAQUIDALI revela os sinais de que você está se contentando com pouco e as atitudes que não passam de obrigatórias.

“ELE ME TRATOU TÃO BEM”

Tratar alguém bem e com respeito é o mínimo em qualquer relação humana. Foto: monkeybusinessimages/iStock

TRATAR ALGUÉM BEM E COM RESPEITO É O MÍNIMO EM QUALQUER RELAÇÃO HUMANA. FOTO: MONKEYBUSINESSIMAGES/ISTOCK

Você já ouviu alguma mulher dizendo que o pretendente é incrível pelo fato de trata-la bem, ou já foi a pessoa a proferir essa frase? Então acenda o sinal amarelo. “TE TRATAR BEM DEVERIA SER O COMPORTAMENTO NATURAL, e isso mostra que de alguma forma você já fica esperando um tratamento negativo por já estar acostumada a não ser cuidada como deveria ou por ter criado um padrão de relacionamento que é ruim. O mínimo a se esperar de alguém é o respeito, e ele deve existir desde o primeiro encontro”, explica a psicóloga PRISCILA JUNQUEIRA.

“EU NÃO QUIS TRANSAR E ELE ME ENTENDEU”

A situação é comum: a mulher estende o encontro até a casa do homem, e chegando lá ele espera que vá existir sexo. No dia seguinte, surge a frase “ele é tão legal, eu não quis transar e ele me entendeu completamente”.  O perigo em achar que isso o diferencia dos demais é o de BANALIZAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER E O ESTUPRO, afinal, como alguém poderia não entender e forçar uma relação? “Se você acha tão estranho ser respeitada então o funcionamento de suas relações não está bom. As mulheres estão conseguindo deixar muito mais claro o tipo de encontro que estão a fim de ter, e ir para casa nunca significa querer transar. SE ESSA FANTASIA PASSOU PELA CABEÇA DELE ISSO É ALGO QUE ELE PRECISA LIDAR, transar é uma outra condição e situação, e você não pode se sentir obrigada por conta disso”, esclarece.

“ELE É ÓTIMO, ATÉ AJUDA EM CASA”

Manter a casa limpa e organizada é tarefa de todos que vivem nela. Foto: Monkey Business Images

MANTER A CASA LIMPA E ORGANIZADA É TAREFA DE TODOS QUE VIVEM NELA. FOTO: MONKEY BUSINESS IMAGES

Esse tipo de pensamento vem da ideia de que é o sexo feminino quem deve ser responsável pela organização do lar, algo que já caiu por terra. “Elas falam como se não fosse algo comum. SE VOCÊ TAMBÉM MORA E USUFRUI DO ESPAÇO, COME ALI, ENTÃO TAMBÉM É SUA RESPONSABILIDADE e não é nenhum favor. Quando um faz mais que o outro isso reduz a admiração, afeta negativamente a convivência e até gera uma perda de libido. Vocês podem dividir as tarefas de acordo com o que cada um gosta mais ou menos de fazer, mas É PRECISO TER UM ACORDO BOM E JUSTO PARA OS DOIS. Temos que abandonar essa postura de que a mulher é quem fica em casa e cria os filhos, e de que ao homem basta ser o provedor”, adverte.

“ELE ME AJUDA COM AS CRIANÇAS”

Aqui você cai em uma situação bastante parecida com a da casa, afinal, os filhos não são apenas da mulher. “É muito comum ouvir esse tipo de coisa e muitas vezes o homem fica achando que está ajudando a mãe e se esquece de que, na verdade, está fazendo algo pelo filho. PAI PRECISA SIM PARTICIPAR DA CRIAÇÃO E DA EDUCAÇÃO, e quando faz isso achando que é para ajudar a mulher (e não porque é seu dever de pai) ele não se compromete de verdade com o dia a dia da criança e existe um afastamento. Todo filho percebe quando o pai está fora da sua rotina e precisamos nos lembrar de que o amor é convivência”, alerta.

JÁ DISSE MAIS DE UMA DESSAS FRASES? ACENDA O SINAL DE ALERTA

Se você já falou uma ou mais dessas frases é muito importante rever os conceitos e o que está servindo de base para as suas relações: “Podemos dizer que essa pessoa está sim esperando pouco. É preciso pensar nos tipos de relação que você está tendo e se estão te fazendo bem. Tudo é equilíbrio: precisamos ter expectativas realistas para que elas não se tornem fantasias, mas QUE NÃO SEJAM TÃO BAIXAS A PONTO DE TRANSFORMAR O BÁSICO DE QUALQUER RELAÇÃO HUMANA EM UM DIFERENCIAL. O respeito e a educação são primários,  seja com um parceiro sexual ou uma pessoa desconhecida, e não se deve esperar menos que isso”.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar