Carreira & Finanças

TEM UM COLEGA DE TRABALHO FOLGADO? CONHEÇA OS TIPOS E COMO LIDAR COM ELES

No ambiente profissional, existem vários perfis de colega de trabalho, mas um dos que mais incomoda é o “folgado”. Como ter um bom relacionamento é fundamental para chegar adiante, confira algumas dicas que vão te ajudar a lidar com esse tipo e ter uma rotina mais tranquila.

“Cada empresa possui um código de conduta, que determina o modo de interação entre as pessoas, e está atrelado à cultura de cada organização. Desta forma, as pessoas ‘folgadas’ serão reconhecidas, muitas vezes, de forma diferente, dependendo da empresa na qual está inserida”, diz Ana Maria de Freitas, psicóloga, consultora de RH e diretora geral do Instituto Psicologia Organizacional – IPO.

Ela lista alguns tipos:

– Espaçoso: aquele que faz corpo mole, não coopera com a equipe.
– Abusado: aquele que abusa do colega, invadindo o espaço, trabalho e tempo.
– Narcisista: aquele que pensa somente em si e acha que o que faz sempre é o melhor.
– Fujão: aquele ou aquela que foge de suas obrigações e deveres.

Impor limites dizendo “não” é uma das alternativas para conviver com o folgado. Foto: AntonioGuillem/iStock

Como lidar?
Imponha limites

Saiba dar um basta, dizer não! “Coloque limites para o folgado, sabendo dizer ‘não’ no momento certo e esclarecendo que aquele comportamento é repetitivo e incomodo”, diz a psicóloga.

Faça a sensata
O diálogo é a base de todas as boas relações. “Com tranquilidade, mostre ao folgado como o comportamento dele incomoda os colegas e também prejudica o trabalho da equipe, pois sobrecarrega alguns em benefício próprio. Mantenha a calma, para que ele não se sinta atacado e reaja de modo negativo, mas seja assertiva nos exemplos, para que ele tenha a consciência das suas atitudes”, sugere Ana Maria.

Peça reciprocidade
Quer dar um choque no folgado? “Quando ele te pedir um favor, peça outro em troca na mesma proporção ou maior. Depois disso, ou ele te esquece ou topa fazer o que você pediu. Em ambos os casos, tudo tende a andar bem melhor”.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar