Carreira & Finanças

Você começaria o dia às 4 da manhã? Essa pode ser a chave para o sucesso

O silêncio e a falta de distrações desse horário são ideais para a concentração e produtividade

Quando o assunto é TRABALHO, não é surpresa ouvir alguém reclamando que nunca tem tempo de nada, que o dia poderia ter mais um turno ou que precisaria ser mais de um para dar conta de tudo. Um pesquisador tem a solução: começar a rotina às 4 da manhã. Você teria coragem?

Em um recente estudo publicado no jornal espanhol EL PAÍS, com base em uma agenda profissional que começa às 9 da manhã, o CATEDRÁTICO DE SOCIOLOGIA E ECONOMIA COMPORTAMENTAL NA UNIVERSIDADE DUKE (CAROLINA DO NORTE) DAN ARIELY, afirma que “as duas horas mais produtivas são as primeiras do dia, assim que se chega ao trabalho, o que costuma ser ENTRE 9H E 11H DA MANHÔ. Sendo assim, para quem decide começar sua rotina às 4 da manhã, por ser este um período de mais silêncio e menos distrações, a produtividade tende a ser muito maior. Lembrando que, você precisa estar bem descansada, então, o ideal é dormir mais cedo para acordar disposta, caso contrário, o rendimento não será satisfatório.

Entrar madrugada adentro pode trazer mais cansaço que uma real produtividade. Foto: Poike/istock

ENTRAR MADRUGADA ADENTRO PODE TRAZER MAIS CANSAÇO QUE UMA REAL PRODUTIVIDADE. FOTO: POIKE/ISTOCK

Sabe aquela outra frase comum, “SOU MAIS PRODUTIVO À NOITE”? Para Ariely, isso não é uma verdade: “Na verdade, acreditar que se rende mais à noite é só uma ilusão”, e reforça dizendo que “a maioria pensa em nós mesmos como mais notívagos do que realmente somos”. Desse modo, se você acaba estendendo suas horas de trabalho o CANSAÇO pode se instalar no lugar da esperada PRODUTIVIDADE. A forma mais efetiva de aproveitar a noite não é adentrar na madrugada, mas sim, começar nela.

Para isso, é fundamental REORGANIZAR A ROTINA CRIANDO NOVOS HÁBITOS. Quem acorda cedo, claro, dorme cedo. E é importante ressaltar que essa “fórmula” pode perfeitamente não se encaixar para todo mundo. “Não é que sejamos mais produtivos às 4h, O AMBIENTE EM SI QUE É”, diz o autor do estudo.

Comente isso

Seu e-mail não aparecerá no comentário.

Você vai gostar